[Resenha] The heart of betrayal, de Mary E. Pearson

20 outubro 2015
Essa resenha pode conter spoilers (sério, não leia nem a sinopse!) para quem não leu o primeiro livro da série - The kiss of deception. Caso não conheça, clique aqui para ler a resenha desse livro incrível que está previsto para ser lançado no próximo ano pela DarkSide Books (isso mesmo! Já está imaginando a belezura que vai ficar essa edição?!). 

Páginas: 480
Lançamento: 2015
Editora: Henry Holt and Co.
Classificação:   Favoritado!
Mantidos como prisioneiros no reino bárbaro de Venda, Lia e Rafe tem pequenas chances de escapar... e menores ainda de ficarem juntos.

Desesperado para salvar a vida de Lia, o assassino Kaden falou para o Komisar que ela tem poderes mágicos, e o interesse do dele em Lia acaba se mostrando maior do que Kaden ou Lia poderiam ter previsto.

Enquanto isso, as fundações de tudo em que Lia acreditava estão caindo sob ela. Nada mais é claro: tem Rafe, que mentiu para ela, mas sacrificou sua liberdade para protegê-la; Kaden, que deveria tê-la assassinado, mas acabou salvando sua vida; e os Vendans, a quem ela sempre acreditou serem bárbaros, mas que agora ela percebe serem apenas pessoas que foram terrivelmente brutalizadas pelos reinos de Dalbreck e Morrighan. Lutando contra seus conceitos, seu dom, e o senso de si mesma, Lia vai ter que fazer poderosas escolhas que irão afetar seu país, seu povo... e seu próprio destino.


O segundo livro da série começa bem onde o primeiro acabou, com Lia entrando em Venda acompanhada de Kaden e Rafe. E assim começa mais uma jornada de farsas, mentiras e decepções, de onde ninguém poderia sair verdadeiramente vencedor.

Para manter sua vida, Rafe finge ser um mensageiro do príncipe que veio fazer acordos com o Komizar, o que lhe garante pouco tempo antes que descubram a verdade, e seu romance com Lia precisa ser mantido em segredo. Enquanto isso, Lia finge se interessar por Kaden para poder ficar em segurança, mas tudo é colocado em risco quando Kaden precisa viajar e o Komizar toma interesses maiores por Lia do que eles poderiam ter imaginado.
Eu  fechei meus olhos. Às vezes somos levados a fazer coisas que achamos que nunca poderíamos fazer. Não são só os dons que vem acompanhados de grandes sacrifícios. Às vezes o amor também vem.
O legal é que durante essas 480 páginas (sério que é isso tudo? Passou voando!) somos imersos em Venda, que começa cada vez mais a parecer um lugar cheio de pessoas encantadoras que já sofreram demais, e não de bárbaros.

Começamos a ver sentido na sua cultura e tradições que antes pareciam tão brutais e que aos poucos se revelam como a melhor opção que eles tinham mediante as dificuldades que enfrentaram. Conhecemos de perto a dor dessas pessoas e assim como Lia, acabamos nos apegando a elas.


Mais do que isso, nos tornamos cientes dos dois lados da moeda. Não são só os Vendans que são capazes de barbaridades. Existem pessoas boas e ruins em todos os lugares e tenho certeza que seus destinos ainda vão se interligar em algum momento.

Lia cresce cada vez mais em meu conceito como personagem. Ela é determinada, forte e está disposta a fazer tudo que for preciso para alcançar seus objetivos. Foi ótimo vê-la aprendendo tanto em Venda, abraçando seu dom, mudando seus conceitos e se aproximando cada vez mais do seu destino.
Ele largou seu alforje e andou de volta até mim, colocou meu rosto entre suas mãos, seus olhos quentes e famintos, e me beijou, seus lábios macios contra os meus, e depois mais duros, sérios, minha boca encontrando a sua com ternura. Ele se afastou lentamente e olhou em meus olhos.
"Um beijo de verdade", ele disse. "Isso era tudo de que eu precisava, só mais uma vez."
Agora, sobre esse triângulo amoroso. Gente, vocês vão ter que me desculpar. Eu sei que Rafe tem seus encantos, mas preciso dizer que por algum motivo completamente incompreensível e ilógico (ou não), eu sou totalmente #TeamKaden! Por mais que a Lia esteja caidinha pelo Rafe, ainda acho que a Mary E. Pearson vai ter que ser genial no terceiro livro da série para conseguir me dar um desfecho que me contente, hahah.

Tudo que tenho a dizer sobre esse livro é que é uma das melhores séries que estou lendo na atualidade. É necessário ter um nível legal de inglês para poder lê-la, já que tem muitas palavras que não são usuais no vocabulário cotidiano, mas se quiser se aventurar, vale muito a pena! Já para quem não lê em inglês, resta aguardar pelo lançamento da DarkSide, eu mesma estou aguardando ansiosamente!
Até que venha aquela que é mais poderosa, aquela que nasceu da miséria, aquela que era fraca, aquela que foi caçada, aquela marcada com a garra e a vinha, aquela nomeada em segredo, aquela chamada Jezelia.

5 comentários

  1. To louca para ler esses livros, nem li sua resenha, porque ainda não li o primeiro!!! Não sei ler em ingles, e isso é super triste.
    Mas estou na esperança, até porque fiquei sabendo que esse livro virá ao Brasil pela Darkside, e as edições dessa editora são maravilhosas =D

    bjus
    http://acidadeliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa que estória fantástica!
    Vou ficar esperando o lançamento.
    Gostei da capa também. Tomara que eles mantenham a mesma!

    Beijo
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  3. oi querida,
    primeiro muito obrigada pelo carinho la no meu blog, volte sempre ^^
    Sobre o post, ainda nao posso ler livros em inglês (em breve espero poder hehehe) entao por enquanto vou ficar só na espera mesmo. Esta série parece incrível mesmo <3
    boa semana ^^

    Red Behavior

    ResponderExcluir
  4. AMEI O POST! Como eu disse na minha resenha, gostei muito do fato de a autora ter explorado mais a parte fantástica da história! A Lia, na minha opinião, continua a garota destemida que corre atrás do que acredita! Amei! *-*

    Abraços.
    Alex, do Um Bookaholic. <3

    umbookaholic.com | Canal | @umbookaholic: Twitter | Instagram

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.