[Resenha] Red Hill, de Jamie McGuire

04 agosto 2015
Páginas: 350
Lançamento: 2015
Editora: Verus
Classificação:  
Para Scarlet, cuidar de suas duas filhas sozinha significa que lutar pelo amanhã é uma batalha diária. Nathan tem uma mulher, mas não se lembra o que é estar apaixonado; a única coisa que faz a volta para casa valer a pena é sua filha Zoe. A maior preocupação de Miranda é saber se seu carro tem espaço suficiente para sua irmã e seus amigos irem viajar no fim de semana, escapando das provas finais da faculdade.
Quando a notícia de uma epidemia mortal se espalha, essas pessoas comuns se deparam com situações extraordinárias e, de repente, seus destinos se misturam. Percebendo que não conseguiriam fugir do perigo, Scarlet, Nathan, e Miranda procuram desesperadamente por abrigo no mesmo rancho isolado, o Red Hill. Emoções estão a flor da pele quando novos e velhos relacionamentos são testados diante do terrível inimigo – um inimigo que já não se lembra mais o que é ser humano.
O que acontece quando aquele por quem você morreria, se transforma naquele que pode lhe destruir? Red Hill prende desde a primeira página e é impossível deixa-lo até o final surpreendente. Este é o melhor da autora Jamie McGuire!
Num domingo de puro tédio decidi começar a ler Red Hill para ver se o suspense me dava uma animada, mas o livro acabou me prendendo tanto que só consegui ir dormir quando acabei de ler. O mais legal é que eu não esperava tanto dele, então acabou sendo uma ótima surpresa!

A história se inicia no dia em que começou a epidemia e, como temos mais de um narrador, vemos de diferentes pontos de vista como se desencadeou o caos nas cidades e o desespero das pessoas para conseguirem fugir.
– Por que você continua dizendo isso? Não são zumbis, isso é ridículo! – disse ela.
– Surto viral. Os infectados estão atacando e mordendo as pessoas. Usaram a palavra "cadáveres" hoje de manhã. O que você acha que é, Ash? Herpes?
Cada um desses narradores parte de um lugar diferente e, depois de várias coincidências e desencontros, eles todos acabam juntos no rancho Red Hill, onde planejam enfrentar juntos o fim do mundo.

Fora o suspense de acompanhar o apocalipse zumbi, um ponto que gostei muito do livro foi como a autora conseguiu passar o drama pessoal dos personagens, todo o turbilhão de emoções que continuaram acontecendo dentro da cabeça deles, mesmo durante o fim do mundo.
Antes de a doença se alastrar, esperar era irritante. Agora que os mortos caminhavam entre os vivos, esperar era algo parecido com a violação de ser roubado, com a desesperança de perder algo valioso, como as chaves ou a aliança de casamento, e com o temor intolerável que nos domina  quando nossos filhos saem de nosso campo de visão no shopping, tudo isso enrolado em uma nauseante bola de emoção.
Achei algumas coisas que aconteceram durante a história bem chocantes e eu mal podia acreditar que a Jamie teve coragem de fazer aquilo, mas ao mesmo tempo isso trouxe um toque a mais de realidade para a leitura, afinal, é o apocalipse, coisas ruins tinham que acontecer, né?

Adorei o livro, ele me fez entrar de cabeça dentro da história. A leitura foi muito fluida e rápida e o final bastante satisfatório. Se eu já tinha vontade de ler Belo desastre e conhecer o famoso Travis Maddox, agora estou me coçando! Hahaha, ele que me espere!

E vocês, já leram algum livro da Jamie? O que acharam? Beijos!

10 comentários

  1. Oi, Marina!

    Não conhecia a autora, mas adorei a resenha! Gosto desse lance apocalíptico zumbi. O livro já está entrando na minha enorme lista! Haha.

    Beijos

    P.S. Adorei seu cantinho!

    @rhadijapraia
    http://amoremprosaecia.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/amoremprosaecia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas nossas listas só fazem crescer, né?
      Obrigada, Radija, seu cantinho também é lindo ;*

      Excluir
  2. Oi Marina,
    Ainda não li nada da Jamie, mas sei que ela tem muitos e muitos fãs, mas pela sua resenha esse livro me parece muito diferente dos outros dela.

    Beeijos, Paola
    uma-leitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paola. Eu também escutei falar isso, que esse livro era bem diferente da série Belo desastre. Espero gostar dos outros livros dela também!
      Beijos ;*

      Excluir
  3. Oi, já li Belo Desastre mas Red Hill parece ser completamente diferente. Ainda pretendo ler esse, gosto quando os autores são versáteis e não ficam sempre no mesmo gênero.
    Ah e eu tenho certeza que vc vai adorar conhecer o Travis... hehehe
    bjus
    http://reticenciasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahah, estou ansiosa! Pelo que ouvi ele é bem bad boy, né? Adoro! :D
      Também gosto de autores versáteis, mas dá um medinho né? Você adora o autor, aí ele vai e inventa de escrever algo diferente e você acaba não gostando.. Espero que não seja o caso da Jamie :)
      Beijos!

      Excluir
  4. Oi tudo bom?

    Ai já amo a autora por new adults, ela que me fez gostar e ponto distopia no meio? Ok, me convenceu a ler.
    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, tô louca para ler Belo desastre :)
      Beijos!

      Excluir
  5. Esse livro foi tão bom que me deu pesadelos hahaha. Sério mesmo, sonhei duas noites seguidas com esses zumbis. Adorei o fato da Jamie ter focado mais na ação do que no romance. Adoro Belo Desastre mas confesso que a Jamie cresceu muito na sua escrita em Red Hill e amadureceu na construção dos personagens.

    Beijos,
    Bia

    www.nasuaestanteblog.blogspot.com | @NaSuaEstante_

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahah, não cheguei a ter pesados não, mas fiquei bem tensa durante a leitura :)
      Acho que ela conseguiu botar a dose certa de romance nesse livro, sem exagerar. Esperio gostar também de Belo desastre :)
      Beijos!

      Excluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.